Explore o mundo
Sampa que eu encontrei, Sampa que me encontrou

Sampa que eu encontrei, Sampa que me encontrou

Eu vim do interior paulista e nunca tinha ido à capital até os 8 anos de idade, fui pela primeira vez para visitar o Parque da Mônica e me lembro até hoje das primeiras impressões sobre a cidade, a primeira delas foi o convite do meu pai à abaixar os vidros do carro para sentir o cheiro do rio fedido seguido pela ordem da minha mãe de subir o vidro de novo para não sermos roubados, depois eu fiquei realmente impressionada com o prédio de caracol, que depois reconheci como o estacionamento do Shopping D. Alguns anos depois quando me arriscava nas artes cênicas do colégio descobri em São Paulo um lugar maravilhoso cheio de oportunidades incríveis para brilhar e me destacar no meio artístico, mas as férias escolares vieram e com elas foram as expectativas de qualquer carreira precoce na terra na garoa. Meu encontro definitivo com São Paulo aconteceu em 2011 com o vestibular, pela primeira vez  havia a oportunidade real de chegar na cidade onde moram os sonhos de adolescente e os estacionamentos de caracol das crianças. Cheguei com medo do que se falava sobre violência e os perigos da cidade grande e também deslumbrada com as oportunidades que me esperavam. E a cidade não me decepcionou,  encontrei novamente os prédios grandes,  os artistas, o estado de alerta constante e as oportunidades. São Paulo, cidade generosa, também encontrou a mim. Mudou meus hábitos, minhas crenças, meus planos para futuro. Abriu minha cabeça, tirou tudo no lugar e colocou de novo para que eu pudesse me tornar tudo aquilo que eu gostaria de ser e quando eu quiser mudar outra vez não terei dúvidas  de que encontrarei todas as oportunidades para mudar tudo de novo. -por Leila...

Ler mais
0 Shares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Shares ×